Turismo e Lazer

O Município de Portel faz parte do Polo Turístico Marajó e oferece diversos atrativos naturais, como belas praias, igarapés, campos com vegetação nativa – rica fauna – e regiões de florestas com uma diversidade de frutas típicas. Destaca-se ainda pela cultura, com danças folclóricas como o carimbó e lundu, os grupos de quadrilhas juninas, além da produção artesanal, como as peças de cerâmica, madeira, cipós e sementes –, e pela culinária baseada em pratos feitos a partir do pescado local. Tudo isso decorrente do legado deixado pelos povos indígenas.

Neste contexto, Portel possui muitos atrativos turísticos com vocação ambiental, como igarapés, praias de água doce, lagos, ilhas, unidade de conservação (70% da área da Floresta Nacional do Caixiuanã encontram-se em território portelense), sítios arqueológicos, comunidades ribeirinhas (com seus costumes e modos de vida peculiares, que possibilitam o desenvolvimento de atividades sustentáveis), ou seja, segmentos de turismo ambiental, como ecoturismo, esportes aquáticos, observações de animais, pesca esportiva, dentre outras atividades voltadas ao meio natural.

A partir do ano de 2010, a Secretaria Municipal Cultura, Esporte, Lazer e Turismo (SECELT) vem desenvolvendo ações de fomento ao planejamento turístico local. No ano de 2012 criou o Conselho e o Fundo Municipal de Turismo; e também o Sistema Municipal de Cultura e o Conselho e Fundo Municipal de Esporte e Lazer. Destacam-se algumas políticas públicas importantes implementadas neste segmento, como o Cadastro de Operadores de Turismo – CADASTUR (2011), a instituição do Conselho e Fundo de Turismo (2012), cursos de melhorias nos Serviços de Turismo (2015), e a divisão turística do polo Marajó em região de Campos e região de Florestas.

Portel no Novo Mapa do Turismo do Ministério do Turismo

No ano de 2016, por força das políticas públicas desenvolvidas na Diretoria de Turismo de Portel, o Município entra no novo Mapa do Turismo Brasileiro, que consiste em um instrumento de orientação para a atuação do Ministério do Turismo no desenvolvimento de políticas públicas, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo, de forma regionalizada e descentralizada. Sua construção é feita em conjunto com os órgãos oficiais de turismo dos estados brasileiros.

Os 65 municípios do Pará presentes no Mapa do Turismo se dividem em 5 categorias, de acordo com a Categorização dos municípios das Regiões Turísticas do Mapa do Turismo Brasileiro. O instrumento, elaborado pelo MTur, identifica o desempenho da economia do turismo para tornar mais fácil a identificação e apoio a cada um.

Dentro da metodologia, as cidades contempladas nas categorias A, B e C contam com 95% dos empregos formais em meios de hospedagem 87% dos estabelecimentos formais de meios de hospedagem, 93% do fluxo doméstico e têm fluxo internacional. O conjunto de municípios dos grupos D e E, reúnem características de apoio às cidades geradoras de fluxo turístico. Muitas vezes são aquelas que fornecem mão-de-obra ou insumos necessários para atendimento aos turistas.

ATRATIVOS NATURAIS

O município possui um patrimônio ambiental imensurável, com grande extensão florestal, composto por quatro rios principais: Anapu, Camarapi, Pacajá e Acutiperera. Em suas margens existem muitos atrativos turísticos, como praias de água doce, balneários, comunidades rurais, fazendas, sítios, entre outros locais com enorme beleza natural, a maioria em condições de constituir produtos turísticos.

ILHA AJURUZAL

Descrição do Atrativo: a ilha conhecida popularmente como Ajuruzal, está em boas condições de conservação, e possibilita uma exuberante paisagem para a sede municipal, pois sua praia tem água transparentes, com temperatura média de 26º C, a areia tem cor cinza, possui varias árvores de grande porte, além açaizeiros e, claro, ajuruzeiros, possibilitando a observação de varias espécies de pássaros. O lugar é bastante visitado por portelenses e residentes de municípios vizinhos, como Melgaço e Breves.

ILHA CURIMÃ

Descrição do Atrativo: A Ilha está em boas condições de conservação, possibilita uma bela paisagem natural com privilegiada visão para a cidade de Portel; a praia tem águas transparentes, com temperatura média de 26º C, com areias brancas, e possui varias árvores de grande porte que possibilitam a observação de varias espécies de pássaros e mamíferos. Durante o I Roteiro de Turismo Encanto dos Rios, a visita no local agradou muito ao grupo de turistas, que observou a retirada do açaí, produção de farinha e se banhou nas águas dos rios Pacajá e Anapu.

FLORESTA NACIONAL DO CAIXIUANÃ – ESTAÇÃO CIENTÍFICA FERREIRA PENA

Atividades realizadas no local: pesquisa científica, reuniões, olimpíadas na floresta, exposições, cursos, capacitações, trilhas na floresta, observação de pássaros e outros animais silvestres.

Descrição do Atrativo: a Floresta Nacional possibilita o contato com a paisagem natural tipicamente amazônica, próxima a igarapés, trilhas no meio da mata, lagos água doce, árvores de grande porte como castanheiras e seringueiras, de onde é possível observar várias espécies de animais. Além disso, as comunidades que vivem na Flona produzem artesanato de madeira, barro, cipós e talas, sementes e outros insumos da floresta.

IGARAPÉ MUIM-MUIM

Atividades realizadas no local: banho de rio, passeios de canoas, pesca e contemplação da natureza e contato com a comunidade local.

Descrição do Atrativo: O igarapé Muim-muim faz limite a leste com a cidade de Portel, desembocando suas águas na baia de Portel, mais precisamente na praia do Arucará, principal atrativo turístico da cidade. Tem uma bela paisagem natural, que divide a cidade em zona urbana e rural. Passando por dentro da mata durante seu percurso, é possível observar pássaros, ouvir sons de vários animais e contemplar a natureza. Em uma das margens do igarapé reside uma comunidade ribeirinha que sobrevive da caça, roça e extrativismo vegetal.

Devido à proximidade da zona urbana, o igarapé Muim-muim corre grande risco de degradação ambiental resultante da ocupação imobiliária. Nos últimos anos, a situação tem se agravado com o rápido crescimento populacional devido, principalmente, ao aumento do êxodo rural.

BALNEÁRIO DO GIL

Descrição do atrativo: O balneário possui estrutura regional, com ponte de madeira para não haver muito impacto do visitante com a mata ciliar, com pequenas áreas cobertas de palha. O local oferece ao visitante a possibilidade de pesca em uma área onde há criação de peixes, que é comprado e assado na hora. O local já bastante conhecido na sede municipal e atrai grupos de pessoas com objetivo de lazer no meio natural.

Visitação: A visitação pode ser feita a qualquer hora desde que seja agendada anteriormente com o proprietário do local.

BALNEÁRIO FAMÍLIA NADAL

Descrição do atrativo: localiza-se nas margens do Igarapí Muim-Muim, possibilitando banho de rio, passeio de canoa, almoço, entre outras atividades de lazer e recreação.

Visitação: A qualquer hora desde que agendada com o proprietário.

PRAI DO ARUCARÁ

Atividades realizadas no local: Banhos de praia, passeios em pequenas embarcações, como canoas, caminhada na areia e pratica de voleibol, etc. O local oferece ainda bares, restaurantes e lanchonetes.

Descrição do Atrativo: localiza-se na zona urbana de Portel, é um dos locais mais frequentados do município; possui restaurantes, bares e lanchonetes no local, com vendas de comidas e bebidas.

Visitação: A praia pode ser visitada 24 horas por dia, porém o funcionamento dos equipamentos e serviços de alimentação corre de segunda a sexta feira das 08h00m às 00h00m, nos sábados e domingos das 08h00m às 01h00m. Estrada do Acutipereira

PRAIAS DA ESTRADA DO ACUTIPEREIRA

Descrição do Atrativo: Esta é uma das vias construídas recentemente para dar acesso terrestre às comunidades no entorno no rio Acutiperera. A ponte, que atravessa o Igarapé Muim-muim, foi revitalizada, e agora é possível trafegar em automóveis de grande porte, para ter acesso à estrada, onde pode-se visitar inúmeros sítios de grande potencial turístico, como a comunidade Prainha (km 03), Balneário Maloca (km 04), Fazenda São Domingos (km 06), Praia Queimada (km 07), etc.

Visitação: A estrada pode ser visitada 24 horas por dia, porém o funcionamento dos equipamentos e serviços de alimentação em alguns balneários ocorre de quinta a domingo, das 12:00 às 00:00 horas.

FONTE:Ascom/pmp

Facebook Comments
Acessibilidade